• Glauco Castro

De você para mim

Atualizado: 6 de Dez de 2020



Sinto-me perdida na maioria dos dias, ultimamente.

Como se assistisse a vários filmes ao mesmo tempo,

Procuro prever o final de cada um deles.

Mais para saber com quais continuo, que por não gostar.


Até duvidei de mim.

Denegri-me pelo o que ouvi, pelo o que vivi,

O suficiente para duvidar de coisas que sempre me satisfizeram.

Quase pensei que aquilo a que me entrego, não me daria contentamento.


Tento ver o final da estrada pela qual caminho, com a energia que me resta.

Tento recarregar essa energia me abastecendo com as pessoas que encontro, que convivo.

Nem sempre dá certo. Nem sempre abasteço, nem sempre tenho vontade de voltar.


Seguir sempre é a única alternativa.

Não olhamos o retrovisor com o intuito de ver para onde vamos.

Seria como estar à marcha ré.

Seria como sentar-me de costas ao dirigir meu carro.


Nesse mundo e vida tão vulnerável, meio a pessoas tão inconstantes,

Aparece-me você.

E de imediato, sem sequer levantar a mão e estender o dedo, mostra-me que há vida lá fora.

Que sou bela e forte.

E que sou um ser lindo, diferenciado e tenho muito a contribuir.

Muito a realizar para fazer a diferença.

Concluo que é isso que desejo.

E ao seu lado.


_________________________________


Escrevi este texto para expressar o que estava sentindo no momento, espero que ele te encontre num momento em que você precise de palavras honestas e vulneráveis. Não há nada de errado em demonstrar vulnerabilidade.


Se você se sentiu tocado pelo que escrevi, escreva uma mensagem nos comentários, estou sempre aberto a receber respostas de vocês.



11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
CONTATO
pngegg.png
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Black Instagram Icon