• Glauco Castro

O que mudou?

Atualizado: 15 de Set de 2020



Tive a curiosidade de procurar no YouTube programas da propaganda eleitoral gratuita de campanhas anteriores. Já imaginava o que veria. Mas nunca me atentei como serviria – muito bem – para ser usado nas próximas campanhas!


As mesmas promessas, mesmos jargões, mesmos problemas, mesmas figuras. Algumas, apenas, mudaram de lado. Recolocaram-se. Apontam projetos miraculosos, caros, impossíveis até, como se a solução fosse aparecer de um dia para o outro e o que estava faltando era somente alguém com tempo suficiente para colocar as suas fabulosas ideias no papel.


Qualquer um de nós adoraria que, do nada, uma fada aparecesse e, com sua vara de condão, resolvesse todos os nossos problemas. Mas não funciona assim. E qualquer um que vive na realidade sabe disso.


Enquanto o bem comum for ignorado, nada mudará. Continuaremos alguns com muito, outros na miséria.


Nossa classe política – infelizmente de quem dependemos para que mudanças ocorram – preocupam-se mais com seu próprio ego e bem estar que com qualquer outro assunto ou ser. A palhaçada continuará por muito tempo. Basta vê-los como respondem à sociedade. Como nos subestimam. E se agem assim, é porque sabem muito bem que é possível, que há espaço para tal.


Precisamos começar pelos pequenos atos. Em casa, em nosso trabalho, no dia a dia.

Respeito ao próximo, importar-se com o outro, ser um cidadão. Mesmo que às vezes o ambiente não seja propício para agir assim, quem tem mais maturidade, quem estiver mais preparado, tem a obrigação de tomar a iniciativa, conduzir a situação e garantir que prevaleça o respeito.


Ensine aos seus filhos os valores básicos. Não são muitos. Os que realmente importam e que formam um cidadão com boa conduta, ainda são os mesmos de centenas de anos atrás. Exponha seu ponto de vista sempre, fale. Mas lembre-se, é preciso ter uma coerência entre o que se diz e o que se faz.


E ser assim, não é fácil. A todo o momento somos postos à prova. Mas, quando se consegue agir com responsabilidade, fazer a sua parte, a satisfação é enorme.

Se nossos líderes – ou pelo menos os que se denominam assim hoje – não estão preocupados no momento em sair do discurso e ter atitude, que ao menos nós não percamos o foco. Não será em vão.


Vamos em frente.

Você já parou para refletir sobre como chegamos neste ponto de desilusão com a política nacional? Já parou para pensar em soluções para esta realidade triste que vivemos?


Espero que minha reflexão sirva de ponto de partida para novas atitudes, de mais empatia, de mais honestidade. Somente assim podemos verdadeiramente, mudar nosso país. Um por todos e todos por um.


Conte-me o que você acha, estou sempre aberto a receber comentários, dúvidas, discussões que agreguem valor e sugestões. Os comentários estão abertos à vocês, utilize este espaço.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
CONTATO
pngegg.png
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Black Instagram Icon